Almanaque Alagoas - Vida inteligente na web
EDUCAÇÃO

Notícias

Opinião

15 de Outubro de 2015

Luciano Aguiar fala sobre a política em Delmiro Gouveia

Quais os objetivos desse jogo e quais cartas confinadas na mão de Luiz Carlos Costa?

*Por Luciano Aguiar

O vil metal doma o “homem” pela ambição, que vai além de si mesmo. A seringueira verte pelo riscado, e o verbo sangra pela aflição. Seringueira e verbo, martirizam-se pela remissão dos pecados. Já a víbora, não larga a presa... A boda política realizada pelo anfitrião e Prefeito Luiz Carlos Costa, no “derradeiro” momento dos prazos eleitorais, dando a conhecer aos delmirenses sua faceta de aprendiz de feiticeiro, com a indicação do fantasminha alienígena Givaldo Carimbão para ocupar o cargo de futuro gerente dos seus negócios políticos, deu com os burros n’ água.

O soneto não precisou de emenda para ficar claro que o mestre foi engolido pelo pupilo. O enjeitado Deputado Federal Givaldo Carimbão, sendo conhecedor do acordado entre as lideranças partidárias e o planalto, pela sansão da lei que modificou os prazos de filiação e domicílio eleitoral para até seis meses antes das eleições, apressou a decisão “surpresa”, apeando o pássaro azul pelo pé, e fez-se senhor mais que hóspede da trama.

Quais os objetivos desse jogo e quais cartas confinadas na mão de Luiz Carlos Costa?

Primeiro Ato. Ocorreram fatos, antes e depois das últimas eleições, que esclarecem as artimanhas do Pif Paf. As Emendas Parlamentares são objetos de recurso federais destinadas aos Estados e Municípios, e são consideradas a menina dos olhos dos executivos. A primeira cartada começou com a privatização da UPA, pela Santa Casa de Misericórdia. Aí, ensaiou-se os objetivos gerais do jogo, tendo seqüência com a indicação do gestor da UPA, no Hospital Regional Dr. Antenor Serpa. No segundo momento, Prefeito, Deputado e Governador traçam a possibilidade de municipalizar o Hospital, fechando o primeiro círculo de intenções, com olho nas verbas federais.

Segundo ato. Na política, quando as intenções beiram ao ridículo, evidencia-se o real objetivo da trama. O que de fato o Prefeito Luiz Carlos Costa deseja, é um gerente de seus negócios “políticos” privados, logo após sua saída do comando do município. Há rumores de desmandos administrativos e sonegação de tributos municipais envolvendo empresas de sua propriedade. É uma incógnita, não adianta buzinar pelos quatro cantos quem será o próximo Prefeito de Delmiro.

O notável acontecimento ensaiou o que chamamos de boas vindas na política delmirense. Pela primeira vez em sua história, a cidade unifica-se contra uma atitude imoral e desmedida de um gestor público. Todas as correntes políticas e organizações da sociedade civil manifestaram-se contra tamanho descalabro do Prefeito Luiz Carlos Costa. Esse Golpe contra a cidadania vai provocar a unidade entre correntes de oposição, como um único objetivo, derrotar o coronelismo associado ao capital público.

O carimbo é viciado e tem registro eleitoral. Segue nós...

*Luciano Aguiar é colunista do Blog Ferreira Delmiro e escreve todas as quartas.

Luciano Aguiar

Comentários

Fabiano
id5 soluções web Tengu Criação - Tengu :: Tecnologia id5