Almanaque Alagoas - Vida inteligente na web
novos soldados

Notícias

Economia
Divulgação
Própolis vermelha de Alagoas tem composição específica rara no mundo; inclusão produtiva foi discutida em encontro nesta terça (2) entre a Desenvolve, Braskem e União de Produtores

02 de Fevereiro de 2016

Desenvolve debate rastreabilidade da própolis vermelha

Objetivo da Agência é caracterizar Alagoas como origem geográfica do produto diferenciado

Uma parceria para especializar e promover o acesso de produtores da própolis ao mercado, com a oferta de produtos diferenciados, certificados e rastreados. Este foi o principal assunto no encontro do presidente da Agência de Fomento de Alagoas, Antonio Pinaud, nesta terça-feira (2), com o representante da Braskem, Milton Pradines, e o presidente da União dos Produtores de Própolis Vermelha do Estado de Alagoas (Uniprópolis), Mário Calheiros.

Na ocasião, foi discutida a liberação de fomento que visa a criação do Sistema de Rastreabilidade da Própolis Vermelha. O recurso será destinado à Uniprópolis, cuja produção está instalada no Cinturão Verde da Braskem.

Essa rastreabilidade se dará através das colmeias desses produtores.

Segundo Pinaud, o caso da própolis vermelha de Alagoas deve ser observado do ponto de vista da inovação, uma vez que permitirá o desenvolvimento de um trabalho técnico acerca de sua proteção como indicação geográfica. “A própolis vermelha de Alagoas é um produto diferenciado e de alto valor agregado, por isso, merece nosso empenho para a criação de sua rastreabilidade”, frisou Pinaud.

O presidente lembrou ainda que um produto, após alcançar uma indicação geográfica, poderá destacar sua herança histórico-cultural e seu caráter comunitário. “Tal indicação definirá que nosso Estado tem um produto cujas qualidades sofrem influência exclusiva ou essencial por causa das características daqui, resultando em um produto singular“, completou.

De acordo com Mário Calheiros, presidente da Uniprópolis, o objetivo da entidade é proporcionar a inclusão social e produtiva a partir da capacitação através da atividade apícola. “Com a criação deste sistema, poderemos alcançar um novo patamar de comercialização, favorecendo, assim, maior rentabilidade aos produtores da própolis vermelha”, apontou.

PRÓPOLIS VERMELHA

Oriunda dos manguezais alagoanos, a própolis vermelha de Alagoas possui cor vermelha e cheiro balsâmico forte. É gerada a partir da resina da planta “Rabo de Bugio”, transformada na colmeia pela ação salivar das abelhas, cera e pólen.

Na própolis vermelha de Alagoas há uma composição complexa e única, formada por quatro isoflavonóides responsáveis pelo seu diferencial, nunca antes encontrados ao mesmo tempo em nenhum outro tipo de própolis do mundo.

Texto e fotos: Eliete Amâncio
Agência Alagoas

Comentários

Fabiano
id5 soluções web Tengu Criação - Tengu :: Tecnologia id5