Almanaque Alagoas - Vida inteligente na web
DISQUE DENÚNCIA

Notícias

Política
G1
Prédio do Cristiano Matheus, na Ponta Verde, em Maceió

21 de Julho de 2017

PF apura desvios de R$ 6 milhões em Marechal Deodoro

Policiais cumprem mandados na casa do ex-prefeito Cristiano Matheus, na Ponta Verde

PF apura desvios de R$ 6 milhões da cidade de Marechal Deodoro

Policiais cumprem mandados na casa do ex-prefeito Cristiano Matheus, localizada na Ponta Verde, em Maceió. PF busca indícios de desvios de verba da prefeitura.

A Polícia Federal realizou na quinta-feira (20) uma operação contra desvios de recursos públicos na prefeitura de Marechal Deodoro, no Litoral Sul de Alagoas. Foram cumpridos 17 mandados de busca e apreensão e de sequestro de bens em Maceió, Santana do Ipanema, Marechal e Pão de Açúcar.

Mais de 100 policiais federais participam da operação denominada Astaroth, que faz uma alusão ao exercício de poder que pode despertar o demônio da vaidade. Na Ponta Verde, os policiais cumprem mandados no apartamento do ex-prefeito de Marechal Deodoro, Cristiano Matheus.

A imprensa tentou contato com Matheus, mas não conseguiu. No prédio, a informação de moradores davam conta que o ex-prefeito estava viajando. No começo do ano, Matheus postou fotos de viagem de férias, ostentando passeios de luxo de lancha e avião fretado.

A operação da PF também foi estendida aos estados de Pernambuco e Maranhão, com o objetivo de colher provas de suposta organização criminosa que teria desviado cerca de R$ 6 milhões da prefeitura de Marechal Deodoro, verbas destinadas ao Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE), Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e FUNDEB.

A Polícia Federal apura desvios de verbas para transporte escolar em Alagoas, foram feitas ações em Pernambuco. De acordo com a PF, estão sendo cumpridos dois Mandados de Busca e Apreensão em São Benedito do Sul, na Mata Sul, na residência de dois suspeitos. Até agora, de acordo com a corporação, nada foi encontrado.

Os detalhes da operação foram apresentados, no final da manhã, em entrevista coletiva na sede da PF em Alagoas. Na coletiva, os delegados da PF informaram que foi pedida a condução coercitiva de Cristiano Matheus, mas a Justiça Federal negou.

Durante as buscas, a PF apreendeu uma grande quantidade de Euros - moeda européia. O material apreendido será periciado e analisado para servir de provas contra a organização criminosa, possivelmente comandada por Cristiano Matheus.

Redação do AA, com G1

Comentários

Fabiano
id5 soluções web Tengu Criação - Tengu :: Tecnologia id5