Almanaque Alagoas - Vida inteligente na web
DISQUE DENÚNCIA

Notícias

Esportes
Pei Fon / Portal TNH1
CSA campeão para o delírio da sua torcida

22 de Outubro de 2017

CSA empata com Fortaleza e ganha Série C

Título de Campeão Brasileiro entra para história centenária do Azulão

O Centro Sportivo Alagoano é campeão brasileiro! Neste sábado (21), o Azulão escreveu um capítulo especial em sua rica história centenária. Após o empate sem gols com o Fortaleza, o time marujo fez o Rei Pelé incendiar com o título inédito da Série C. O Portal TNH1 e a Rádio Pajuçara FM Maceió 103,7 transmitiram a finalíssima.

A equipe alagoana tinha vantagem por ter vencido por 2 a 1, no Castelão, no primeiro jogo da decisão. Assim, o Azulão poderia até perder por 1 a 0 que, mesmo assim, conquistaria o torneio. O Leão do Pici foi obrigado a vencer por dois gols de diferença ou fazer placares de 3 a 2, 4 a 3, em diante, porém não atingiu o objetivo e a taça coroou o time de melhor campanha da Terceirona, o CSA.

O clube do Mutange já havia conseguido o acesso à Série B, no último dia 25. Além do CSA e do Fortaleza, as equipes do São Bento e do Sampaio Corrêa também garantiram o direito de disputar a Segundona, em 2018.

(Crédito: Pei Fon / Portal TNH1)

Primeiro tempo sem gols

O CSA começou a todo vapor para aumentar ainda mais a vantagem na final. No primeiro lance de perigo, Daniel Costa cobrou falta com categoria para a grande área, Michel desviou de cabeça e Marcelo Boeck fez uma grande defesa. A bola ainda ficou “viva” na pequena área, mas Jorge Fellipe não aproveitou rebote e a zaga tricolor conseguiu afastar. Em seguida, Edinho correu pelo corredor central e soltou a redonda para Marcos Antônio, que chutou com capricho. Porém, a bola saiu pela linha de fundo. Dois grandes momentos para o Azulão.

(Crédito: Pei Fon / Portal TNH1)

O Fortaleza mostrou que queria complicar a vida do time marujo e começou a incomodar. Aos 14 minutos, Leandro Cearense entrou com facilidade na área azulina e finalizou rasteiro. Mota fez uma boa defesa e Jorge Fellipe mandou a bola para escanteio. Três minutos depois, Ronny aproveitou cochilo do setor defensivo e mandou um "balaço". Mota, mais uma vez, foi bem no lance. Sustos seguidos para o time de Alagoas.

Antes do primeiro tempo ser encerrado, o CSA perdeu o atacante Edinho por lesão. Didira foi o escolhido para entrar em seu lugar.

(Crédito: Pei Fon / Portal TNH1)

Festa do Azulão

O Azulão começou a etapa final com a mesma intensidade que iniciou a primeira parte. Aos 5 minutos, Daniel Costa tabelou com Celsinho pela direita e rolou a redonda para Dawhan. A bola ficou à feição para o volante, que chutou forte, e viu a “gorduchinha” desviar em Didira e ir para fora. Tirou tinta da trave do Leão. Após isso, o clube do Mutange teve outra baixa na equipe titular. O artilheiro Michel também deixou o gramado contundido e deu espaço para Maxuell Samurai.

Aos 25 minutos, o zagueiro Adalberto teve uma chance de ouro para abrir o placar para o Fortaleza. Ele recebeu cruzamento de Ronny, e sem marcação, cabeceou à esquerda da meta azulina. Custou caro para o time cearense.

(Crédito: Pei Fon / Portal TNH1)

O CSA ainda quase marcou o seu gol nos minutos finais. Aos 30’, Marcos Antônio cobrou escanteio para o meio da área, Jorge Fellipe cabeceou e Marcelo Boeck voltou a brilhar. A bola ainda tocou na trave e Samurai perdeu a oportunidade. Dois minutos depois, Rafinha chutou de longe e Boeck garantiu mais uma defesaça. Após os acréscimos, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira apitou o fim da partida e decretou o título do Azulão. A torcida do CSA ficou eufórica com o inédito título nacional e fez a festa nas arquibancadas do Rei Pelé.

Escalações

CSA

31- Mota

2- Celsinho

3- Leandro Souza

4- Jorge Fellipe

6- Raul Diogo (16-Rafinha, aos 26' do 2T)

5- Dawhan

8- Boquita

11- Marcos Antônio

10- Daniel Costa

7- Edinho (19-Didira, aos 37' do 1T)

9- Michel Douglas (23-Maxuell Samurai, aos 8' do 2T)

Técnico: Flávio Araújo

Banco: 12-Dalton, 13-Dick, 14-Rodrigo Lobão, 15-Mateus, 16-Rafinha, 17-Cristiano, 18-Francisco Alex, 19-Didira, 20-Rosinei, 21-Gustavinho, 22-Michel Schmoller e 23-Maxuell Samurai.

Fortaleza

1- Marcelo Boeck

2- Felipe (21-Gabriel Pereira, aos 15' do 2T)

3- Edimar

14- Adalberto

6- Bruno Melo

5- Anderson Uchoa

22- Pablo

20- Leandro Lima

8- Ronny (25-Vinícius Pacheco, aos 34' do 2T)

11- Hiago (17-Vinícius Baiano, aos 31' do 2T)

19- Leandro Cearense

Técnico: Antônio Carlos Zago

Banco: 12-Matheus Inácio, 13-Delamore, 4-Ligger, 15-Rodrigo Mancha, 16-Jefferson, 17-Vinícius Baiano, 18-Paulo Sérgio, 21-Gabriel Pereira, 25-Vinícius Pacheco, 9-Lúcio Flávio e 10-Adenílson.

Cartão Amarelo

CSA: Leandro Souza, Jorge Fellipe e Dawhan;

Fortaleza: Felipe, Bruno Melo e Leandro Lima.

Arbitragem

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA-SP);

Auxiliar 1: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA-SP);

Auxiliar 2: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (CBF-SP);

4º árbitro: Adriano de Assis Miranda (CBF-SP).

João Victor Souza

Comentários

Fabiano
id5 soluções web Tengu Criação - Tengu :: Tecnologia id5