Almanaque Alagoas - Vida inteligente na web
DISQUE DENÚNCIA

Notícias

Cultura
Júlya Rocha
Passeando por diversos gêneros musicais, o público pôde conferir na primeira noite de show músicas que iam do samba ao rock

01 de Novembro de 2017

Festival Em Cantos atrai público ao Teatro Gustavo Leite

Cerca de 60 produções serão apresentadas nos quatro dias de evento

O II Festival Em cantos de Alagoas animou e atraiu dezenas de pessoas ao Teatro Gustavo Leite, no primeiro dia de apresentações na segunda-feira (30). O evento, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult), tem como objetivo divulgar e fomentar a música autoral alagoana, dando visibilidade a artistas e compositores de Alagoas.

Para a Secretária de Cultura do Estado em exercício, Roseane Rodrigues, o festival é um marco na cena local. “O Em Cantos de Alagoas é um evento necessário para difundir a música alagoana. É importante para quem participa e também para quem prestigia, assim podemos nos atualizar do que anda sendo feito na música brasileira. É um momento imperdível”, frisou.

Passeando por diversos gêneros musicais, o público pôde conferir na primeira noite de show músicas que iam do samba ao rock. “‘Eu preciso de você’ se trata de um pop rock”, conta a concorrente Elen farias. “É a história de alguém que está sofrendo após um término de relacionamento. Eu gosto de cantar desde que me entendo por gente e tive muita influência do meu pai que também é músico. Estou participando do Festival pela primeira vez e a expectativa é enorme, é muito bom esse clima de música no ar, todos os artistas conhecendo um o trabalho do outro. Pra mim é uma honra estar aqui”, afirma.

A cantora Tanne Dely, também participante do evento, teve sua iniciação musical na escola aos 9 anos, aos 14 já cantava em festas e bailes e aos 20 subiu aos palcos. A artista também participou do programa Ídolos, que foi um marco na sua carreira. Mesmo com uma vasta experiência musical, Tanne garante que o frio na barriga ainda continua todas as vezes que sobe aos palcos. “É a primeira vez que defendo a minha identidade como sambista e na minha terra. O edital apareceu num momento muito importante da minha vida e sei que também na vida de outros músicos. É um prazer apresentar ‘Sorrir e sonhar’ num evento como este”.

Transitando entre o forró e a MPB, o músico Túlio Gonçalves diz que as expectativas para o festival são as melhores possíveis. “Sou do município de Piaçabuçu e vim pra cá para participar do Festival, que também é o meu primeiro, com a música ‘Tesouro’. Tenho certeza que é um momento especial para todos os participantes”, conta.

De olho nas melhores interpretações, arranjos e composições, uma equipe de 10 jurados encontram-se espalhados pelo Teatro para analisar os requisitos das produções. O time, escolhido cuidadosamente, tem uma relação com universo musical e suas variadas vertentes. “A minha maior ligação com esse universo é com a escrita, a poesia e composição de canções. Esse clima do Festival é muito bom para os artistas, para os jurados e também para o público. São eventos como este que mantém viva a nossa cultura”, conta o poeta e produtor musical, Matheus Magalhães, também jurado nesta edição do Festival.

O produtor musical Yuri Costa, volta a participar do Festival, mas agora de uma forma diferente. “No ano passado participei do Festival com a canção ‘Me Rendo” que me levou à final. Hoje, volto como jurado. É uma responsabilidade muito grande, mas fico feliz de conhecer mais a música autoral alagoana. Festivais como esse são necessários para difundir não só os compositores, mas também os intérpretes, a música alagoana em si”.

Além das apresentações dos participantes, artistas da terra convidados também ajudarão a abrilhantar o festival. No primeiro dia de audição, a cantora Nara Cordeiro realizou a abertura do evento; hoje, é a vez do cantor Basílio Sé. O terceiro e quarto dia do II Em Cantos vai receber a cantora Arielly e o grupo Xique e Baratinho para encerrar o Festival.

O show tem continuidade na noite de hoje, a partir das 19h e segue até quinta-feira, 2 de novembro. As composições selecionadas para a final receberão R$ 6 mil para o vencedor, R$ 4 mil para o 2º lugar e R$ 2,5 mil para o 3º colocado. Também haverá premiação de R$ 1 mil para melhor intérprete, melhor letra e voto popular.

Júlya Rocha

Comentários

Fabiano
id5 soluções web Tengu Criação - Tengu :: Tecnologia id5