Almanaque Alagoas - Vida inteligente na web
sífilis

Notícias

Alagoas
Larissa Wilson
Solenidade de formatura reuniu diversas autoridades no auditório da Escola Superior da Magistratura de Alagoas

28 de Janeiro de 2018

Polícia Civil forma turma de novos agentes

Solenidade aconteceu no auditório da Esmal; os 62 novos policiais civis já foram nomeados

Sessenta e dois novos agentes passam integrar o quadro da Polícia Civil alagoana. A solenidade de formatura foi realizada na última sexta-feira (26/01), na Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal). As nomeações, assinadas pelo governador Renan Filho, foram publicadas na edição de quarta-feira (24), do Diário Oficial do Estado (DOE).

O secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Lima Júnior, representou o governador na solenidade, destacando que a redução da violência que ocorre hoje em Alagoas se deve, inclusive, ao apoio do Governo e à união e integração dos órgãos que compõem a pasta.

Ele salientou os esforços que o delegado-geral Paulo Cerqueira tem feito em favor da instituição que dirige e do povo alagoano no combate à criminalidade. E acrescentou: “A missão do policial é a mais nobre do mundo, pois é ele quem arrisca a própria vida em defesa de pessoas que sequer conhece”.

Paulo Cerqueira fez um breve balanço dos avanços da Polícia Civil no ano de 2017, ressaltando que, com o apoio do Governo estadual, foi nesse período que o órgão fez a maior aquisição de materiais. “Foram 87 fuzis, 2.144 coletes balísticos, 250 pistolas, centenas de algemas e munições”, enumerou.

“Em 2017, conseguimos realizar um sonho antigo: que cada policial tenha equipamento de proteção individual”, adiantou. Junto com o secretário Lima Júnior, ele fez a entrega simbólica de um kit (pistola, colete, algema e munição) à formanda Cayenne Carvalho, e disse que os demais poderão se dirigir ao setor de armas da PC para pegar seu material de trabalho.

O delegado-geral citou ainda a construção do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Delegacia de Narcóticos, em andamento no bairro Chã de Bebedouro - um investimento superior aos R$ 6 milhões, como uma grande conquista do atual Governo de Alagoas.

“Nossa produtividade também aumentou e, hoje, 77,88% dos inquéritos concluídos apontam a autoria. No ano passado foram 14 mil conclusos, com 11 mil indicando os autores”, informou.

O deputado estadual Ronaldo Medeiros, que participou da luta em favor da convocação dos novos agentes, afirmou que o governador Renan Filho tem valorizado a segurança, inclusive com a realização de concursos públicos. “A sociedade espera muito dos senhores”, disse.

Para o diretor da Academia de Polícia Civil, Antônio Carlos Lessa, Alagoas vive uma nova polícia judiciária, graças à sensibilidade do governador e a determinação e serenidade do delegado-geral Paulo Cerqueira.

Ele agradeceu ao Governo pela convocação dos novos policiais e, também, as parcerias com outras instituições da segurança – Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Perícia Oficial, além de delegados, agentes e escrivães que atuaram como instrutores do curso, de forma espontânea e gratuita. O paraninfo da turma e o orador oficial Hélder Gomes de Lima, também discursaram.

A solenidade teve ainda as presenças do secretário adjunto da Segurança Pública, delegado Manoel Acácio; da delegada-geral adjunta da Polícia Civil, Kátia Emanuelly; do chefe da Perícia Oficial, Manoel Melo; do comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Adriano Amaral; do subcomandante da Polícia Militar, coronel Wilson da Silva.

Também prestigiaram o evento, o corregedor-geral da Polícia Civil, delegado Valdecks Pereira, os diretores de área da PC, delegados Cícero Lima, Fábio Costa, Ana Luiza Nogueira, e Mário Jorge Barros, da Deic, representando a Associação dos Delegados de Polícia (Adepol), entre outras autoridades.

Os 62 novos policiais civis, aprovados em concurso público promovido pelo Governo de Alagoas, participaram de curso de formação, com aulas ministradas no prédio da Gerência da Academia de Polícia Civil de Alagoas (Gapocal), localizada no bairro Santa Amélia, e instruções táticas e práticas em diversos pontos da capital alagoana.

O curso constou de disciplinas práticas e teóricas, entre elas, investigação policial, noções de direito penal, processual penal, prática de tiro policial, defesa pessoal, direitos humanos, primeiros socorros e direção de viatura policial.

Os docentes e instrutores receberam o agradecimento dos formandos pela importância dos conhecimentos transmitidos e da abnegação e compromisso em passar o melhor ensinamento.

Jaime Feitosa
Agência Alagoas

Comentários

Fabiano
id5 soluções web Tengu Criação - Tengu :: Tecnologia id5