Almanaque Alagoas - Vida inteligente na web
sífilis

Notícias

Política
Agência Brasil
Deputado Arthur Lira acusado de receber propina

03 de Abril de 2018

PGR denuncia Arthur Lira e pede seu mandato

Líder do PP na Câmara é acusado de ter recebido propina da Companh

A Procuradoria-Geral da República (PGR) apresentou, na segunda-feira (2/4), denúncia ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o líder do PP na Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), por lavagem de dinheiro e prevaricação, pedindo a perda do mandato do parlamentar.

Por meio da assessoria de imprensa do deputado, o advogado Pierpaolo Cruz Bottini afirmou que não foi notificado da denúncia, e reiterou que "já demonstrou à Polícia Federal a inexistência de qualquer fato criminoso".

Na denúncia, a PGR acusa o deputado de aceitar propina de R$ 106 mil do então presidente da Companhia Brasileira de Transportes Urbanos (CBTU), Francisco Colombo, que teria sido recebida por meio de seu assessor parlamentar, em 2012.

Segundo a PGR, o dinheiro foi escondido pelo assessor Jaymerson José Gomes em suas roupas, por determinação de Lira, mas ele foi abordado e detido pela Polícia Federal no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, antes de embarcar para Brasília.

Ainda segundo a denúncia, o crime foi descoberto no âmbito da Operação Lava Jato, como parte do esquema criminoso revelado pelo doleiro Alberto Youssef, apontado como operador financeiro do Partido Progressista.

“Francisco Colombo, para se manter na presidência da CBTU, oferecia e pagava vantagens indevidas a Arthur Cesar Pereira de Lira para que este, na condição de deputado federal, líder do PP na Câmara dos Deputados, com a prerrogativa de fazer indicações para cargos em comissão, mantivesse-o naquele cargo como nomeação política da agremiação”, afirma na denúncia a procuradora-geral da República, Raquel Dodge.

Rosanne D'Agostin
TV Globo

Comentários

Fabiano
id5 soluções web Tengu Criação - Tengu :: Tecnologia id5