Almanaque Alagoas - Vida inteligente na web
disque denuncia

Notícias

Cidade
Secom
Coronel Moisés Melo da Defesa Civil Estadual desmente boatos de redes sociais sobre rachaduras no bairro do Pinheiro

15 de Janeiro de 2019

Estado mostra plano de contingência do Pinheiro

Mais de 20 órgãos públicos integram as ações envolvendo o bairro afetado por tremores de terra; Defesa Civil Estadual desmente boatos de redes sociais

A Defesa Civil Estadual vai apresentar, nesta sexta-feira (18), o plano de contingência para o bairro do Pinheiro, em Maceió, região afetada por tremores de terra em março do ano passado. A divulgação do plano acontecerá às 9h no Salão Aqualtune do Palácio República dos Palmares, no Centro. Mais de 20 órgãos públicos estão envolvidos nas ações.

A Agência Brasileira de Inteligência (Abin), a Defesa Civil Nacional e os geólogos da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), que tem as atribuições do Serviço Geológico do Brasil, estarão presentes para falar sobre as informações levantadas até agora.

“A Defesa Civil do Estado trabalha sempre com as piores possibilidades e, no momento, a pior delas é a evacuação do bairro inteiro. Por isso, divulgaremos no dia 18 o plano de contingência e a data para o simulado de evacuação que faremos com a população local. Precisamos deixar os moradores preparados para qualquer situação, já que existe o risco”, disse o coordenador da Defesa Civil Estadual, tenente-coronel Moisés Melo.

O coordenador explica que o Serviço Geológico do Brasil é o responsável pelos estudos que buscam respostas para os tremores de terra que abalaram a região em março de 2018, provocando rachaduras em vários imóveis. Enquanto isso, a Defesa Civil Municipal está gerenciando ações a partir do Decreto de Emergência reconhecido pelo Governo Federal no final do mês de dezembro, como a evacuação de alguns imóveis e o cadastramento das famílias mais atingidas para receberem ajuda humanitária. Ao Estado, cabe se preparar para um possível desastre, o que já está sendo feito, de acordo com a Defesa Civil.

Boatos em redes sociais

Inúmeros boatos estão surgindo nas redes sociais sobre a situação do bairro Pinheiro, o que aumenta a aflição de quem mora no local. No último final de semana, mensagens falsas atribuídas ao coordenador da Defesa Civil Estadual circularam em grupos de Whatsapp relatando a existência de um extenso buraco embaixo do bairro. "Essas notícias são falsas, não procedem. Estão querendo espalhar o terror entre os moradores do Pinheiro e nós não podemos deixar isso acontecer. Não sabemos a causa dos tremores no bairro", afirmou o tenente-coronel Moisés Melo.

Por enquanto, a orientação é a mesma de qualquer situação envolvendo uma área de risco: caso as pessoas sintam algum tremor na região ou aumento significativo das rachaduras, o local deve ser evacuado o mais rápido possível e a população deve procurar um ponto seguro que, no caso do bairro do Pinheiro, é o Quartel do Exército (59º BIMtz), na avenida Fernandes Lima.

Para outros esclarecimentos, é essencial buscar os canais oficiais de informação, como a Defesa Civil Municipal pelo número 0800 030 6205 ou a Defesa Civil Estadual pelo telefone (82) 3315-2843.

Felipe Brasil

Felipe Brasil

Kelly Cordeiro
Agência Alagoas

Comentários

Fabiano
id5 soluções web Tengu Criação - Tengu :: Tecnologia id5