Almanaque Alagoas - Vida inteligente na web
HIV

Notícias

Saúde
Carla Cleto
O uso de EPIs é a proteção contra riscos capazes de ameaçar a segurança e a sua saúde do trabalhador

08 de Março de 2020

Jovens até 29 anos lideram casos de acidentes no trabalho

Levantamento do HE do Agreste indica que essas faixas etárias respondem por 91% das ocorrências

Levantamento feito pelo Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca, mostra que a maioria dos atendimentos a vítimas de acidentes no trabalho é de jovens com idade entre 20 e 29 anos. Eles representam 91% do número de acidentados nos últimos três anos. Em segundo lugar, com 26%, estão os trabalhadores na faixa etária entre 30 e 39 anos.

Os números foram divulgados pelo Serviço de Vigilância Epidemiológica do HE do Agreste, que é vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Ainda de acordo com o levantamento, 89 pessoas receberam atendimento por conta de acidentes no trabalho. Desse total, foram 80 homens e apenas nove mulheres.

A maior parte das vítimas de acidentes de trabalho registrada no HE do Agreste constitui-se de traumas, contusões, cortes com lâminas ou vidros. Na sequência, aparecem queimaduras por conta de contato com produtos químicos, corpo estranho nos olhos e choques elétricos.

Para evitar esses acidentes nas empresas ou em outros locais, o coordenador de Segurança no Trabalho do hospital, engenheiro José Morais da Silva Júnior, sugere a importância do uso de equipamentos de proteção individual, os EPIs, como luvas, botas, capacetes, óculos, entre outros.

Além disso, José Morais diz que é fundamental, da parte dos empregadores, apresentar o registro da Comunicação de Acidente no Trabalho (CAT), sob o risco de a empresa estar sujeita a autos de infração e outras penalidades previstas em lei.

O coordenador explicou que esses números ainda não refletem a realidade. “Percebemos que há muita subnotificação, uma vez que muitos acidentados chegam ao hospital sem alegar os verdadeiros motivos dos traumas, com receio de prejudicar a empresa ou serem demitidos do trabalho”, pontuou.

Texto de Davi Salsa
Agencia Alagoas

Comentários

Fabiano
id5 soluções web Tengu Criação - Tengu :: Tecnologia id5