Almanaque Alagoas - Vida inteligente na web
ESCOLHAS

Notícias

Saúde
Márcio Ferreira
Marta Antônia de Lima foi a primeira profissional de saúde de Alagoas a receber a vacina Coronavac

20 de Janeiro de 2021

Alagoas inicia vacinação contra a Covid-19

Mais de 500 trabalhadores da Saúde já recebem primeira dose da vacina Coronavac

Após dez meses cuidando de pacientes acometidos pelo novo coronavírus, 561 profissionais de saúde alagoanos receberam, na terça-feira (19/01), a primeira dose da vacina Coronavac. Integrantes do grupo prioritário para a Campanha de Vacinação contra a Covid-19, esses profissionais tiveram um dia dedicado à prevenção contra a doença, que já infectou 6.565 deles, conforme o último Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

Em cada rosto que cuidou de centenas de alagoanos, o semblante de gratidão e alívio por iniciarem o processo de proteção contra o novo coronavírus, uma vez que a imunização só estará completa quando a segunda dose da vacina for administrada, em até 21 dias após a primeira. Entretanto, o fato de já terem tomado a primeira dose os deixa esperançosos de que estarão imunizados para cuidar dos pacientes sem o medo de contrair a Covid-19, além de verem o número de internações hospitalares retroceder, uma vez que o pico da pandemia causou estresse e sobrecarga nos trabalhadores da saúde.

O primeiro semblante de alívio foi registrado já nas primeiras horas da manhã de hoje, quando a assistente social do Hospital da Mulher (HM) Marta Antônia de Lima, de 50 anos, recebeu a primeira dose da vacina Coronavac. Após quase 11 meses atuando na linha de frente de enfrentamento à pandemia, a servidora da Sesau era a representação da emoção e alívio que todos os alagoanos começaram a sentir com a chegada das primeiras 87.760 doses do imunizante, desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, onde será produzido no Brasil, e distribuído pelo Ministério da Saúde (MS).

“Gratidão e esperança são as minhas únicas palavras para este momento histórico. A verdade é que estamos tendo a oportunidade de ter dias melhores daqui para frente. É como se rodasse um filme em câmera lenta na minha cabeça agora. Da felicidade de eu ter passado no concurso público até os dias de hoje, meu olhar sempre foi o de equipe, pois, a meu ver, ninguém consegue chegar a lugar algum sozinho. Sou feliz e realizada com meu ofício”, destacou Marta Antônia, que está entre os 203 primeiros servidores do Hospital da Mulher a receberem a primeira dose da Coronavac.

Além da assistente social, que foi vacinada na cerimônia de abertura da Campanha de Vacinação contra a Covid-19, a primeira servidora do Hospital da Mulher a ser vacinada nas dependências da unidade foi a coordenadora do Setor de Roupas, Vera Moreira, de 60 anos. Ela convive com artrite psoriásica há dez anos – uma condição que engloba tanto sintomas na pele, quanto nas articulações. No início da pandemia, por conta da doença autoimune, ela precisou trabalhar de casa. Quando retornou para o hospital, além de tomar todas as medidas possíveis de higienização, também passou a usar capas descartáveis para não ser infectada pelo vírus.

“É um turbilhão de sentimentos que fica até difícil colocar em palavras. Receber a dose dessa vacina é, para mim, um momento histórico, e isso vai ficar guardado para o resto da minha vida. As pessoas precisam manter o cuidado: continuem usando máscara, lavando as mãos, passando álcool em gel e mantendo o distanciamento social. Não esqueçam! Vamos confiar na vacina e agradecer à ciência por mais essa vitória”, pediu, emocionada.

A técnica de enfermagem do Hospital Metropolitano de Alagoas (HMA), Rita de Cássia Santos, também não escondeu a emoção de ter iniciado o processo de imunização. Lotada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ela relatou que já se contaminou com o novo coronavírus em abril do ano passado, no início da pandemia, mas, felizmente, se recuperou e pode ajudar a salvar a vida de centenas de alagoanos. “Foi um sofrimento, muita dor, falta de respiração, mas, graças a Deus venci a Covid-19. Agora, com a chegada da vacina a Alagoas, acredito que tudo vai melhorar”, frisou.

Já no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca, a vacinação começou pelo enfermeiro Andervan Leão, 38 anos, que trabalha há 13 anos na maior unidade hospitalar do interior de Alagoas, onde devem ser imunizados cerca de 300 profissionais de saúde da linha de frente. "Depois de meses de luta, hoje chegou a esperança", declarou o enfermeiro. Antes dele, a médica intensivista Guacyra Margarita, que também é servidora do HE do Agreste, já havia recebido a primeira dose da vacina em Maceió, durante o lançamento da Campanha de Vacinação contra a Covid-19.

RERERÊNCIA

Na abertura da campanha, o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, enfatizou o trabalho dos profissionais que atuam na linha de frente: “Alagoas tem sido referência no enfrentamento à pandemia da Covid-19. Gosto de estar à frente da Sesau olhando o passado, o presente e planejando o futuro. A vacina não é sinal de vitória. Estamos virando a página e, a partir de hoje, vamos viver um novo momento. Tem sido muito difícil liderar na pandemia. Contudo, eu não teria feito nem 10% do que fiz enquanto secretário de Estado da Saúde se não tivesse uma equipe tão competente como vocês. Vamos manter o ânimo, a serenidade, a transparência, a humanização, porque, lá fora, há muitas pessoas que precisam de nós”, afirmou Ayres.

Texto: Davi Salsa, Igor Nascimento, Josenildo Törres e Marcel Vital

Fotos: Aline Silva, Carla Cleto, Catarina Magalhães, Marcel Vital e Márcio Ferreira

Davi Salsa, Igor Nascimento, Josenildo Torres e Ma

Comentários

Fabiano
id5 soluções web Tengu Criação - Tengu :: Tecnologia id5