Almanaque Alagoas - Vida inteligente na web
Doação de órgãos

Notícias

Cultura
Agência Alagoas
Capa do livro Insônia, de Graciliano Ramos

03 de Dezembro de 2010

Insônia encerra temporada em Maceió

Sessões acontecem nos dias 8 e 15, sempre às 19h

A sexta temporada do projeto 'Quarta no Arena' está chegando ao fim nestas duas próximas semanas, quando será encenado o espetáculo 'Insônia', conto de Graciliano Ramos, encenado pela Cia da Meia-Noite, no Teatro de Arena Sérgio Cardoso (anexo ao Teatro Deodoro). Os ingressos a preços populares podem ser adquiridos a R$ 3 e R$ 6. As sessões acontecem nos dias 8 e 15 de dezembro, sempre às 19 horas.

Até agora foram nove espetáculos, cada um sendo apresentado por duas semanas consecutivas. O programa levou este ano um público de aproximadamente 3 mil pessoas por sessão ao Teatro de Arena.

O Quarta no Arena apresentou nesta temporada uma grande variedade de encenações e textos. Por meio de ingressos populares, o alagoano comum pôde ter acesso a cultura e os grupos tiveram uma renda garantida através da bilheteria dos espetáculos.

“Insônia” - Há 60 anos, Graciliano Ramos (1892-1953) lançava seu único livro de contos: “Insônia” (1947). Antes do lançamento do livro, o mestre Graça já tinha feito “Histórias Incompletas” (Um Ladrão, Luciana, Minsk, Cadeia, Festa, Baleia, Um Incêndio, Chico Brabo, Um Intervalo, Venta-Romba.

No conto “Insônia”, o único personagem narra, em primeira pessoa, delírios que o fizeram despertar. Durante a noite o personagem narrava a dúvida obsessiva entre um "sim" e um "não", frustrando a vontade de dormir.

Já o espetáculo “Insônia” traz aos palcos o que, durante 60 anos, tirou o sono de apenas leitores. Os delírios que despertaram seu único personagem, agora serão inoculados, como um poderoso estimulante, nas veias de um novo público, de um novo espaço: o teatro.

O espetáculo é realizado em precisos 60 minutos. A duração é proposital, pois, além de fazer uma alusão aos 60 anos da obra, refere-se às divisões básicas de tempo (60 segundos = um minuto; 60 minutos = uma hora). Simbolicamente, o relógio e seu “tic-tac” (segundo Graciliano, um “sim-não”), para um insone, é uma verdadeira tortura.

Comentários

Fabiano
id5 soluções web Tengu Criação - Tengu :: Tecnologia id5