Almanaque Alagoas - Vida inteligente na web
EDUCAÇÃO

Notícias

Ciência & Tecnologia
Ascom UFAL
Parada de ônibus em Maceió

04 de Maio de 2012

Empresa incubada desenvolve software para transporte

Projeto está na Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Maceió para apreciação

Um dos maiores problemas nas cidades brasileiras e que afeta a rotina e a qualidade de vida da população é o caótico funcionamento do setor de transporte e trânsito. Em Maceió o serviço público ofertado continua aquém das necessidades da comunidade, mas há uma solução para esse problema. Está em fase de testes em trinta ônibus da empresa Veleiro que fazem a linha 107 - percurso Cruz das Almas/Trapiche da Barra - um software destinado a área de transporte público.

Os veículos receberam rastreadores que emitem informações de previsão em tempo real de tempo de chegada em ponto de parada e de tempo de percurso, permitindo ao usuário acesso a essa informação via internet e celular, o que representa um grande benefício para quem utiliza esse meio de transporte.

O software é um projeto da ZUQ - Soluções de software para o setor de Transporte e Trânsito, com foco em rastreamento, gestão, otimização e apoio a decisão da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Universidade Federal de Alagoas (Incubal) e tem como responsáveis o professor Willy Carvalho Tiengo, do Instituto de Computação (IC) e o graduado em Ciência da Computação Márcio Aguiar.

”Há um mês apresentamos o projeto ao superintendente Ranilson Pedro Campos Filho, da SMTT de Maceió que está analisando a proposta, e se o retorno for positivo, em quatro meses o sistema tem condições de entrar em funcionamento” , frisa o professor Willy.

Ele informa que circulam diariamente em Maceió, no horário das 5 horas às 23 horas, cerca de 650 ônibus e o projeto, que está na fase de comercialização, é considerado de baixo custo para todo o funcionamento. “O investimento inicial é de cerca de 400 mil reais destinados à compra dos equipamentos, taxa de implantação e primeira mensalidade. Depois baratearia para uma taxa de manutenção mensal que não ultrapassaria 20% do valor inicial, e não resta dúvida que a maior beneficiada seria a população”, afirma Willy.

O professor explica que o software desenvolvido tem eficiência para enfrentar os vários desafios inerentes ao setor do transporte público, entre eles às alterações diárias do itinerário dos veículos dentro das linhas programadas pelas empresas. “É comum haver alterações de rotas, viagens incompletas, suspensas, atrasadas ou fora do horário, problemas mecânicos nos veículos, revisões programadas. Mas o software prover uma solução autônoma que detecta automaticamente as mudanças atualizando todas as informações, possibilitando também ao usuário fazer consulta on-line sobre as mudanças operacionais realizadas”, diz Willy. Acrescenta que a ZUQ desenvolverá os dispositivos móveis para esse atendimento e que o evento de lançamento envolverá a empresa, a Ufal e a SMTT.

Tecnologia da informação e qualidade de vida

Segundo Willy Tiengo, atualmente associado à violência e à saúde está o transporte urbano e associado a esse setor encontram-se por exemplo, o meio ambiente, a qualidade de vida e a economia. Um agravante dessa situação é o serviço público de transporte que apresenta péssima qualidade, principalmente no que se refere ao cumprimento de horário. “Por essa razão, há uma tendência dos cidadãos de utilizarem meios particulares de locomoção, contribuindo assim, para a piora da situação nesse setor”, enfatiza o professor.

Desenvolver soluções baseadas na Tecnologia da Informação para o setor de transporte público tem a finalidade de proporcionar uma maior utilização do serviço público de transporte, contribuindo, por exemplo, na potencialização dos lucros, redução de problema de congestionamento e, consequentemente, diminuição de emissões de gás carbônico, melhorando a qualidade de vida dos cidadãos. “Diante deste cenário, verifica-se uma importante necessidade de desenvolver soluções para melhorar a qualidade desse serviço”, diz Willy.

Ele informa que aplica-se Tecnologia da Informação com sucesso em diversas áreas de conhecimento, incluindo no domínio de transporte e trânsito. A Europa é referência nesse aspecto, apresenta resultados satisfatórios e coleta indícios de que a adição de sistemas de informação é uma maneira de transformar a gestão do transporte e trânsito mais inteligente e eficiente.

O projeto da empresa ZUQ está entre os quatro da Incubadora da Ufal (Incubal) disponibilizados recentemente no Catálogo Verde de circulação nacional do Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia (Fortec) que marca presença na conferência da Organização das Nações Unidas (ONU), denominada de “Rio + 20 a se realizar em junho no Rio de Janeiro. A conferência reunirá líderes do mundo todo para discutir meios de transformar o planeta em um lugar melhor para se viver.

A tecnologia verde e negócios sustentáveis são considerados internacionalmente da maior relevância por contribuir na superação da já avançada degradação imposta pelo homem sobre o meio ambiente e sobre os recursos naturais do planeta.“Com a realização da Rio + 20 o projeto terá uma maior visibilidade por ter um viés verde, buscando qualidade de vida para os cidadãos. A ineficiência desse serviço estimulando o uso de veículos particulares concorrendo por espaços nas vias levando a engarrafamentos, tem impactos ambientais causando consequentemente, uma maior emissão de gases CO2”, frisa Willy.

A empresa ZUQ constitui também espaço de aprendizado para alunos da graduação e da pós- graduação do curso de Ciência da Computação. O projeto na área de transporte público conta com a participação de bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Inovação Tecnológica (Pibit) e um mestrando na área de “Modelagem Computacional”. Também integram a equipe, um aluno voluntário e dois bolsistas financiados pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Alagoas (Fapeal).

Diana Monteiro
Ascom UFAL

Comentários

Fabiano
id5 soluções web Tengu Criação - Tengu :: Tecnologia id5